Formação à distância e presencial

Neste período difícil de contingência e isolamento social, queremos continuar a promover o desenvolvimento de competências e ferramentas que vos sirvam para fazer face a esta nova realidade, bem como, promover o contacto social, mesmo que este seja virtual.

 

A formação à distância é realizada através de um sistema de videoconferência em que os formandos podem participar na formação e interagir em tempo real com o formador e com os outros formandos, no conforto das suas casas. Cada ação de formação tem um custo de 5€.

As ações de formação promovem a valorização pessoal, a independência/autonomia, a criatividade, a inovação e o conhecimento prático. Ao mesmo tempo estimulam e potenciam a aquisição e o desenvolvimento de competências tecnológicas, relacionais e interpessoais, fomentando uma cultura de cidadania social e digital.

 

As temáticas de formação são variadas e abrangem as áreas das Tecnologias de Informação e de Comunicação (TIC), bem como as áreas Comportamentais, de Saúde, Ambiente e Arte. 

 

Estas ações decorrem no Centro de Formação em Lisboa e/ou nos Centros de Convívio da Álvares Cabral e da Costa Cabral, no Porto (tendo em conta as normas de saúde sanitária vigentes).


Programas mensais

 

Consulte os mapas de formação, presencial e à distância, oportunamente disponibilizados.

 

As informações serão prestadas exclusivamente pela Equipa de Formação, através dos endereços carmen.sanches@ssap.gov.pt e  jose.ferreira@ssap.gov.pt ou do telefone 213 177 200

Inscrições

Através do preenchimento do respetivo formulário 

Pagamento

As ações de formação obedecem ao pagamento prévio de 5,00 € por cada ação, a efetuar através de transferência bancária (NIB a indicar aquando da comunicação da seleção).

A participação na ação será somente confirmada após envio do comprovativo de pagamento.

Calendarização

As ações de formação decorrem segundo uma calendarização mensal.

Sugestões do Centro Nacional de Cibersegurança para se proteger online


Esteja ciente das informações que partilha

Quando está a preencher o perfil de uma conta, forneça apenas as informações necessárias e que se sinta confortável em fornecer. Ajuste as definições de privacidade e segurança e desative todas as funcionalidades de que não necessite. Se não se sentir confiante, reconsidere a criação do perfil junto dessa empresa.

 

Pense duas vezes antes de publicar

Nem sempre é boa ideia fazer publicações quando tem as emoções à flor da pele. O que publica fica lá para sempre. Ainda que, posteriormente, suprima o conteúdo, alguém pode tê-lo guardado ou partilhado. Espere até estar mais calmo, reflita e decida se quer mesmo publicar esse comentário.

 

Meça as consequências

Se está a publicar uma fotografia, parou para pensar se todas as pessoas retratadas aprovam a publicação? Pode estar inadvertidamente a revelar informações, como o seu local de residência. E ao publicar fotografias das suas férias incríveis está a dizer aos assaltantes que não está em casa!

 

Faça uma pausa antes de jogar

Antes de participar nesse jogo divertido que circula nas redes sociais, avalie as informações solicitadas: o nome do seu primeiro animal de estimação, o apelido de solteira da sua mãe? Estas são questões frequentemente utilizadas para efeitos de segurança, por exemplo por bancos, pelo que ao responder poderá estar a revelar informações importantes a piratas informáticos.

 

 

Pode aceder aos recursos disponibilizados pelo CNCS com o objetivo de tornar o uso do ciberespaço mais seguro, em casa, no trabalho, na sociedade em geral e manter-se informado em CNCS - Centro Nacional de Cibersegurança